O desenvolvimento pessoal inclui atividades que melhoram a consciência e a identidade, promovem o desenvolvimento de habilidades e potencialidades pessoais, contribuem para a construção de capital humano e facilitam a empregabilidade, melhoram a qualidade de vida e contribuem para a realização de sonhos e aspirações. O conceito não se limita à autoajuda, mas também inclui atividades formais e informais para o desenvolvimento de outras pessoas em funções como professor, guia, administrador, orientador ou mentor. Quando o desenvolvimento pessoal é realizado no contexto das instituições, refere-se aos métodos, programas, ferramentas, técnicas e sistemas de avaliação que apoiam o desenvolvimento humano a nível individual, tanto nas organizações como nas atividades autoplaneadas.